DEU NO DIÁRIO DE CUIABÁ – Falta de servidores deixa parados mais de R$ 25 mi

Fonte: Diário de Cuiabá

A morosidade do governo do Estado em convocar os aprovados no concurso público da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) pode fazer com que sejam perdidos cerca de R$ 25 milhões oriundos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). O montante foi destinado a convênios e chamadas públicas. 

O Sindicato dos Trabalhadores da Empaer (Sinterp) sustenta que a falta de técnicos é a responsável por fazer com que a verba fique “engavetada” na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf). 

“Os recursos contratados através do Banco do Brasil e da Caixa Federal já estão à disposição da Empaer, mas simplesmente não existem técnicos suficientes que permitam que eles sejam utilizados em favor dos pequenos agricultores e de suas famílias”, afirma o presidente da entidade, Gilmar Brunetto. 

O sindicalista ainda argumenta que a situação do segmento é tão crítica no Estado que produtos como a mandioca são trazidos de outros lugares, como Paraná e Mato Grosso do Sul. 

Realizado pelo Executivo estadual há mais de três meses, isto é, no dia 6 de março, concurso público ainda não surtiu efeito. Nenhum dos 216 aprovados tomou posse. 

Segundo o titular da Sedraf, Luiz Carlos Alécio, uma reunião com o governador Silval Barbosa (PMDB) nesta terça-feira (1º) teria o objetivo de pedir autorização para o chamamento de novos servidores. 

“Somente as chamadas públicas que a Empaer ganhou do MDA somam R$ 9 milhões e não podem ser usados técnicos contratados, só os concursados para administrar esses recursos. Temos até o fim deste mês para chamar essas pessoas e garantir a aplicação [do recurso]. Por isso pedi autorização para o governador”, afirma o secretário. 

Alécio ainda justifica a demora em convocar os aprovados devido ao orçamento da Empresa. “Está permitida a contratação, mas a liberação é gradativa em função da falta de recursos do Estado”, disse. 

OBRA – A reestruturação da Empaer é uma reivindicação antiga do Sinterp. No plano geral, estava inclusa a construção da nova sede da entidade, que chegou a ter uma licitação e obras iniciados na região do Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Tudo, no entanto, acabou cancelado devido à situação financeira da empresa responsável pelo empreendimento, a construtora Panamericana Ltda. 

O que explicam os representantes do governo é que não havia uma segunda colocada na licitação porque somente a vencedora preenchia os requisitos necessários. 

A empresa que venceu o certame tinha um prazo de 330 dias para concluir a obra, porém, não cumpriu o previsto. Recursos na ordem de R$ 5,2 milhões para a construção do prédio-sede foram destinados pelo MDA e, segundo a Sedraf, permanecem em caixa. 

Uma nova licitação está em fase de conclusão, conforme o secretário, mas a previsão de inaugurar do novo prédio no dia 15 de setembro, quando a Empaer completa 50 anos, não deve mais prosperar. “Se não ficar pronta na gestão Silval, fica na próxima”, minimiza Alécio. 

O titular da Sedraf ainda garante que o Estado “trabalha muito” para reestruturar a Empresa. Os próprios convênios e chamadas públicas, de acordo com o que ele ressalta, são provas do esforço para superar o impasse com o pequeno agricultor, que perdura há anos em Mato Grosso. 

Matéria no link: http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=453813

Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

SINTERP/MT - Sindicato dos Trabalhadores da Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Pública de Mato Grosso
Rua Cinco, Setor Centro Sul, Casa 16 - Morada do Ouro CEP 78053-218 | Cuiabá | Mato Grosso | CNPJ: 33.793.803/0001-08
E-mail: sinterpmt@gmail.com | Telefone - (65) 3364-3462 / (65) 99943-0091
Copyright © - SINTERP