MAX CAMPOS – Empaer, 50 anos

Empresa tem papel fundamental junto às famílias rurais e vai continuar trabalhando

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) comemora, neste dia 15 de setembro, 50 anos, prestando serviço para as famílias rurais.A empresa começou em 1964, com a criação da Acarmat – Associação de Credito e Assistência Rural de Mato Grosso.Meio século de avanços na agricultura e pecuária possibilita a história retratar o desenvolvimento em mais de 90% dos municípios do Estado de Mato Grosso com inovações tecnológicas, cultivo sustentável e viabilidade econômica da propriedade rural.Órgão oficial do Governo do Estado, a Empaer tem como missão gerar conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável do meio rural com prioridade à agricultura familiar. A agricultura e pecuária são atividades relevantes, especialmente por constituírem a base da geração de emprego, renda e da movimentação da economia dos municípios.

No Estado existem 140 mil famílias de agricultores familiares que são responsáveis por mais de 70% dos alimentos consumidos pela população, produzindo mandioca, feijão, frutas, hortaliças, leite, aves, suínos, milho, arroz, café e bovinos de corte.

A Empaer atendeu em 2013, aproximadamente 33 mil agricultores familiares e até o ano de 2015 a previsão é atender 60 mil beneficiários.

“Neste meio século de existência, a Empaer teve um papel fundamental junto às famílias rurais e vai continuar trabalhando para gerar conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável com prioridade à agricultura familiar.”

A empresa está presente em 122 municípios, possui uma estrutura de 144 unidades operativas, sendo um escritório central em Cuiabá, 120 escritórios locais, nove escritórios regionais, três centros de geração e difusão de tecnologia, um núcleo de laboratório, seis campos experimentais, quatro viveiros para produção de mudas e uma estação experimental de piscicultura. E conta com a força de trabalho de 550 servidores.

O Governo do Estado publicou no dia 28 de dezembro de 2011, a Lei Complementar número 461 que autoriza a transformação da Empaer em empresa pública, prestadora de serviços públicos.

A referida Lei estabelece que o quadro efetivo da empresa seja composto com até 1 mil empregos públicos, e aprova o incremento do quadro de vagas. O concurso público foi realizado para contratação de 225 novos empregados. Nessa primeira chamada já contratou 100 pessoas aprovadas no concurso público.

A Assistência Técnica e Extensão Rural é um serviço de educação não formal, de carater continuado, no meio rural, que promove processos de gestão, produção, beneficiamento e comercialização das atividades e dos serviços agropecuários e inclusive das atividades agroextrativistas, florestais e artesanais.

É o mais importante instrumento que o governo dispõe para viabilizar e incentivar a agricultura familiar priorizando o atendimento sócio-econômico, o desenvolvimento, a produção de base familiar, serviços de assistência técnica e extensão rural.

Os trabalhos de pesquisa, transferência e validação de tecnologia são fundamentais para a diversificação, melhoria da qualidade e produtividade da agropecuária. A pesquisa desenvolvida pela Empaer é voltada para a agricultura familiar, gerando novos conhecimentos e disponibilizando tecnologias adaptadas às condições do pequeno produtor.
A pesquisa trouxe inovações com o melhoramento vegetal de arroz, feijão, gramíneas forrageiras, gergelim, amendoim, mandioca, banana, abacaxi, maracujá flores tropicias e outros. Alem disso, tem-se buscado cultivares eficientes no uso de fertilizantes, utilização de bactérias para fixação de nitrogênio, resistência à pragas e doenças reduzindo o custo de produção e contaminação ambiental.

O núcleo de laboratórios da Empaer presta atendimento aos produtores com serviços de análises de solo, nutrição animal e vegetal, fitopatologia, entomologia, análise de sementes, controle biológico de pragas e produção de mudas in vitro de banana, abacaxi, flores e etc. O fomento agropecuário é responsável pelas atividades centradas na promoção do desenvolvimento rural, tanto na área florestal como na agropecuária.

O setor desenvolve os projetos e programas de iniciativa pública, privada ou integrada de estímulo a cultivos diversos.

De 2008 até 2013 mais de 205 mil agricultores familiares foram atendidos pelo crédito rural. A agricultura familiar é a forma de produção em que a mão-de-obra, a administração da propriedade e o controle do capital é familiar. Tem nas atividades da agropecuária, do extrativismo, da pesca e de atividades não agropecuária, seu modo de vida.

A produção de alimentos pelos agricultores familiares é um dos pilares para a garantia da segurança alimentar, sustentação econômica e bem-estar das famílias rurais. O Estado desempenha papel importante ao levar aos agricultores políticas e serviços públicos de apoio a sustentabilidade, expansão e fortalecimento da agricultura familiar.

A Empaer em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário ( MDA), coordena a execução de projetos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para um total de à 8,5 mil famílias rurais, sendo agricultores familiares, mulheres rurais, jovens rurais e população indígena em 89 municípios do Estado de Mato Grosso.Foram assinados cinco contratos de prestação de serviços, através de chamadas públicas em execução, para atendimento de famílias em situação de extrema pobreza, produtores de leite e piscicultores.

Somente em 2013, foram capacitados 145 técnicos nas cadeias produtivas de Leite, Fruticultura, Olericultura, Mandioca, Piscicultura, Apicultura e Sistemas Agroflorestais. Trata-se de uma parceria entre a Empaer, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e prefeituras. Parceria no Programa de Capacitação Continuada de Agentes de Ater que visa promover especialistas em diversas áreas da cadeia produtiva.

Neste meio século de existência, a Empaer teve um papel fundamental junto às famílias rurais e vai continuar trabalhando para gerar conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável com prioridade à agricultura familiar.

O serviço de extensão rural, no Estado, começou em 1964, com a Associação de Crédito e Assistência Rural de Mato Grosso (Acarmat), marco histórico para a agricultura e pecuária. A Acarmat executou os programas de assistência técnica e extensão rural até 1976, quando foi extinta, nascendo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Mato Grosso (Emater), empresa pública, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural e agricultura Familiar (Sedraf), que passou a ser a executora da Política de Assistência Técnica e Extensão Rural no Estado.

Em 1992, foi instituída a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) em decorrência da fusão da Emater, da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Empa) e da Companhia de Desenvolvimento Agrícola (Codeagri) das quais é sucessora. É uma sociedade de economia mista, vinculada a Sedraf, dotada de personalidade jurídica de direito privado com patrimônio e autonomia administrativa e financeira.

MAX CAMPOS é servidor público estadual e militante político jovem em Mato Grosso.

Fonte: Mídia News

Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

SINTERP/MT - Sindicato dos Trabalhadores da Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Pública de Mato Grosso
Rua Cinco, Setor Centro Sul, Casa 16 - Morada do Ouro CEP 78053-218 | Cuiabá | Mato Grosso | CNPJ: 33.793.803/0001-08
E-mail: sinterpmt@gmail.com | Telefone - (65) 3364-3462 / (65) 99943-0091
Copyright © - SINTERP