DIA NACIONAL DA EXTENSÃO RURAL

O serviço da Extensão Rural é estratégico para o Brasil e fundamental no processo de desenvolvimento econômico e social do país

 

Desde 1948, o Conceito de Extensão Rural  passou a ser institucionalizado como processo de Educação formal e permanente, contribuindo assim para a modernização tecnológica da agricultura brasileira e para o aumento da produção de alimentos, tanto ao que se refere a quantidade como a qualidade dos alimentos produzidos.

A Extensão Rural já nasceu com uma grande missão: A de oportunizar ao homem do campo, ás famílias rurais, ás mulheres e aos jovens rurais, uma melhor qualidade de vida,o  aumento da renda familiar, a promoção das organizações sociais, a gestão ambiental o conhecimento dos aspectos de saúde e de segurança alimentar  e principalmente dignidade através das políticas públicas que lhes são destinadas. A Extensão Rural tem o compromisso fundamental e essencial de promover a Cidadania.

As instituições que executam esta nobre tarefa necessitam estar estruturadas, os profissionais de Extensão melhor qualificados e capacitados para implementarem as políticas públicas, é necessário o reconhecimento aos relevantes trabalhos que é prestado às famílias rurais. A Extensão Rural continuará por muito mais anos capacitando os agricultores familiares e suas famílias, habilitando-os e qualificando-os para serem protagonistas do seu próprio destino.

Nas palavras do Diretor do Dater:    Segundo ele, ao olhar as organizações sociais no Brasil, percebe-se a importância estratégica desse serviço de extensão rural ao longo desses 65 anos. “O rural brasileiro e o Brasil mudaram. Vencemos um estereótipo de agricultor pobre e sem conhecimento para chegar ao perfil do agricultor que produz e que responde pela segurança alimentar do país”, pontua Silva.

 “Após quase duas décadas, o Governo Federal passa a ter uma entidade que vai organizar o serviço de Ater no País com foco no sistema público estatal. Há, também, um sistema não governamental muito forte”, avalia o diretor do Dater.  “Nossa expectativa é ampliar a oferta de assistência técnica e extensão rural e melhorar a qualidade do serviço. Vão ganhar o estado brasileiro (governos federal, estadual e municipal) e o conjunto dos agricultores”, afirmou Argileu. 

Ao completarmos 65 anos será que temos muito o que comemorar?

Lançando um olhar sobre o Brasil rural podemos verificar mudanças significativas onde há a presença do extensionista rural, mas há muito por se fazer.

PARABENS EXTENSIONISTAS DO BRASIL

 

Manoel Saraiva

Coodenador Geral da Faser/ presidente do Sintape-PE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + três =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.