ELICINÉIA FORTES – Quando a morte não apaga o mérito.

Quando a morte não apaga o mérito.

Por: Elicinéia Fortes

No dia 18 de maio, quando se realizou a 1ª EXPOCÉU – Exposição de Salto do Céu, uma das atividades que foi realizada no evento, foi a inauguração do Recinto de Prova de Laço que homenageou Celiel de Lima Albuquerque, extensionista de muitos anos do Serviço de Extensão Rural do Estado de Mato Grosso, inclusive prestando serviço nesse município e por ultimo no  vizinho município de Rio Branco. O local hoje leva o nome de: RECINTO PROVA DE LAÇO CELIEL DE ALBUQUERQUE. Uma homenagem ímpar prestada pelo município e principalmente pela associação ASPRONOVA, a qual foi fundada através do assessoramento desse profissional, do seu empenho e dedicação.

 

Foto 1- Local de Prova e Faixa.

 

 

 Foto 2- Comissão organizadora, Prefeito Wemerson, Coordenadora Nega da Empaer e Clarice Extensionista de Lambari.

 

 

Incorreria no erro do esquecimento se ousasse aqui enumerar seus feitos, seu trabalho na região de Cáceres, desde o período da ACARMAT, passando pela EMATER e EMPAER-MT. Muitos foram os produtores orientados e assessorados por este extensionista que tinha como meta o desenvolvimento da família rural. Muitos também foram os extensionistas que aprenderam com ele as lições básicas de como se transformar num extensionista de campo. Em ter a Extensão Rural como forma de vida, como doutrina.  

 

 

 Foto 3- Celiel de Lima Albuquerque- Extensionista da Empaer Região de Cáceres-Mt

 

Hoje quase um ano de sua morte inesperada, seus amigos ematerianos, produtores tiveram a alegria de viver a emoção de uma homenagem tão bonita e tão sinônima de sua personalidade. Que do lugar onde você está, possa jogar o laço da proteção e cavalgar nos caminhos seguros para nos guiar aqui na terra. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.