Presidente do TJ quer ouvir a população

Audiência pública quer ouvir população

A certeza da importância de chamar a população para debater os próximos caminhos a serem tomados pela justiça mato-grossense faz o procurador de justiça, Edmilson da Costa Pereira, acreditar que a audiência pública de julho cria uma interação social entre justiça e sociedade. Pereira se refere à audiência pública que será realizada no Fórum de Cuiabá, às 14h, em 11 de julho e reunirá juízes, servidores, comunidade, autoridades, entidades de classes, associações de bairros e operadores de direito.
 
O procurador afirma que o trabalho gerado a partir das audiências públicas diferencia os indicadores e auxilia nas mudanças efetivas e positivas para a sociedade. “A população carece de serviços públicos eficientes e a justiça vem trabalhando há muito tempo para se aprimorar e oferecer cada vez mais uma prestação jurídica melhor. É necessário mostrar para a sociedade que há uma continuidade no trabalho e as audiências públicas, seguidas da construção do planejamento estratégico, ajuda nesta função”.
 
As audiências públicas são os primeiros passos para a construção de um planejamento estratégico que vai guiar o Poder Judiciário durante os anos de 2015 a 2020. Todas as ações devem ser realizadas seguindo as ideias ali dispostas de forma a associar os recursos disponíveis com as necessidades da sociedade. Essas mudanças contínuas levam ao aumento da produtividade e da qualidade dos serviços jurisdicionais.
 
“Os desafios só podem ser superados com ações contínuas e para isso é necessário um planejamento. Concordo com a gestão do judiciário em acreditar que para mudar a estrutura de atuação é necessário haver discussões externas e internas. É assim que se constroem quebras de paradigmas”.

 
Keila Maressa
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *