Sinterp

TJ confirma reintegração dos 60 empregados da Empaer-MT

 

 

 

 

 

 

 

O Sinterp-MT espera que o governador Mauro Mendes em nome da sensibilidade social reintegre com urgência os 60 demitidos

 

Pela segunda vez, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, por unanimidade, confirmou, 26/5, a preservação/restabelecimento dos vínculos jurídicos dos 60 empregados públicos estaduais da Empaer-MT, contratados entre a Constituição Federal de 1988, e antes da promulgação da Emenda  Constitucional Nº 19 de 1998.

Eles foram aprovados em provas escritas, orais e de títulos, em processo seletivo externo, obedecendo a todos os critérios da legislação da época específica para empresas de economia mista.

Contudo, foram demitidos há 1 ano, após cerca de 30 anos de serviços prestados ao Estado. Eram 63 infelizmente três faleceram.

A diretoria do Sinterp agradece. “Nossa gratidão primeiramente a Deus, Assembleia Legislativa em nome do deputado Wilson Santos autor da emenda à constituição estadual e autor da Lei contra a extinção da EMPAER, nossa gratidão a o Ministério Público de Mato Grosso ao Procurador Geral José Antônio Borges e o subprocurador Deosdete da Cruz Júnior pela sensibilidade social, nossa gratidão ao Tribunal de Justiça em nome do desembargador Marcos Machado pelo voto de sensibilidade social e os demais desembargadores, nossa gratidão ao assessor jurídico do sindicato, o advogado Bruno Boaventura, nossa gratidão a direção do sindicato pela articulação dedicação e empenho, e , por fim, a todos que confiaram na direção do sindicato. O otimismo venceu o pessimismo”.

Assessoria: Cecília Gonçalves:

Veja Também:

 

Sai acórdão do TJ que julgou procedente por unanimidade reintegração de empregados da Empaer-MT

Justiça determina reintegração de empregados da Empaer-MT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.