Sinterp

Atividades do SINTERP

Unidades de saúde alegam falta de pagamento e em caso de emergência, o tratamento precisa ser particular ou pelo Sistema Único de Saúde

MT Saúde deixa 50 mil sem atendimento Duas operadoras foram contratadas para gerir o convênio, mas nenhuma delas teve sucesso Laura Nabuco/ Diário de Cuiabá Cerca de 50 mil pessoas que dependem do MT Saúde, entre servidores e dependentes, estão sem assistência médica desde ontem. Pelo menos 300 instituições, entre hospitais, clínicas e laboratórios interromperam …

Unidades de saúde alegam falta de pagamento e em caso de emergência, o tratamento precisa ser particular ou pelo Sistema Único de Saúde Leia mais »

Sintap e Sinterp irão aguardar documento oficial a ser entregue pelo governo na terça-feira, cujo prazo dado foi de no máximo 30 dias

Por: Alexandra Araújo/Sintap-MT

“A reunião foi proveitosa, uma vez que a SAD pontuou todas as reivindicações, ‘urgentes e urgentíssimas do Sintap.’” Esta foi a conclusão do diretor jurídico do Sintap-MT, Filogênio da Rocha Neto, após o secretário de administração, Cesar Zilio, e o chefe da Casa Civil, José Lacerda elencar algumas iniciativas já tomadas quanto às pautas de reivindicações do Sintap-MT e Sinterp-MT, em reunião na Casa Civil, nesta segunda-feira (17). O presidente deste sindicato, Gilmar Brunetto, também considerou que as negociações avançaram para a Empaer, que igualmente como a outra entidade, busca a reestruturação do órgão. E do Intermat, foram entregues as pautas sobre o plano de cargos e carreiras do órgão, que o gestor da SAD assegurou analisar as reivindicações.

Ao elencar a reivindicações urgentíssimas, o secretário Cesar Zilio, garantiu que os veículos serão reparados, e para isto está sendo realizado nesta segunda-feira (17) um pregão presencial, em que será homologado esta semana, e já poderá ser feita a revisão dos mesmos, ele acredita que num prazo de 10 dias úteis. Da mesma forma serão adquiridos os materiais de expediente e informática para as unidades descentralizadas, bem como os quantitativos para cada unidade também será remetido até quarta-feira (19) pelo Núcleo Sistêmico.

Sistema agrícola, agrário e pecuário é vítima de descaso, apontam sindicatos

Greve na próxima semana

Sistema agrícola, agrário e pecuário é vítima de descaso, apontam sindicatos

Luana Rodrigues (Repórter do Jornal Correio do Dia)

Embora o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) seja um dos principais órgãos arrecadadores de verbas, ele segue em linha contrária quando o assunto é o investimento básico para o seu próprio funcionamento. Por meio da intermediação de Sindicatos, além do Indea, o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) e a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural S/A (Empaer-MT), vinculados à Secretaria de desenvolvimento da agricultura familiar (Sedraf-MT), deverão entrar em greve no próximo dia 19 por tempo indeterminado.

Crise no setor agropecuário no estado é tema em Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa

Realizada dia 11 de setembro no âmbito da Assembleia Legislativa, a Audiência Pública requerida pelo deputado Ezequiel Fonseca (PP) que debateu sobre a crise no setor agropecuário no estado de Mato Grosso.

Participaram da Audiência os deputados Ademir Brunetto (PT), Wagner Ramos (PR) José Domingos Fraga (PSD) e Dilamar Dal Bosco (DEM) que juntos acompanharam as reivindicações e explicações dos convidados a debater sobre o tema.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Assistência técnica, Extensão Rural e Pesquisa Pública de Mato Grosso (Sinterp-MT), Gilmar Brunetto, iniciou a audiência apresentando a pauta de reivindicações do sindicato para a Empresa Matogrossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer-MT) e que até o momento não obtiveram resposta.

Na pauta consta a realização imediata do pagamento dos empenhos que já se encontram no Núcleo Sistêmico no valor de R$ 372.000,00. Agilizar os processos de compra do Convênio MDA – EMPAER-MT (MDA 70/1330/2008) de investimentos no valor de R$3.793.310,00 e custeio no valor de R$ 3.693.437,00, cujos recursos estão disponíveis e até o momento só foram aplicados 37%.

Implantar a lei 461 de 28 de dezembro de 2011, principalmente no tocante ao artigo 15º § 1° e § 2°. O custeio da Empaer-MT para executar suas atividades de Ater corresponde aos valores de R$ 4.881.158,00, sendo o valor para o campo de R$ 3.071.719,00, que resulta em R$ 21.631,82/ano para cada Escritório Local e Regional e R$ 628.306,00 para as atividades de Pesquisa.

E por fim iniciar imediatamente a construção da Sede própria da Empaer-MT, uma vez que há disponibilidade de Recursos na Caixa Econômica Federal oriundos do MDA.

Com o intuito de recuperar a Empaer, os sindicatos estão na luta por melhores condições de trabalho e valorização dos mesmos, como disse a presidente do Sindicato Estadual dos Servidores do Sistema Agrícola Agrário e Pecuário (SINTAP/MT), Diane Dias que na oportunidade ressaltou como anda o sistema agrícola e as dificuldades enfrentadas pela classe. “Estamos no nosso limite, não podemos continuar atendendo os nossos clientes de qualquer jeito, a população Matogrossense está sendo prejudicada pela má qualidade no atendimento, por conta de uma estrutura sucateada”, disse Diane Dias.

Secretário da Sedraf tenta contornar crítica feita ao governador culpando a União

Fotos: Rodinei Crescêncio/RDNews Carlos Milhomem reconhece dificuldades, mas evita reclamar do Governo Assim como fazia o deputado José Domingos Fraga (DEM) quando comandava a pasta, o secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, Carlos Luiz Milhomem, protestou contra a falta de recursos, de estruturada física e de técnicos na pasta e na Empaer. Ele, no …

Secretário da Sedraf tenta contornar crítica feita ao governador culpando a União Leia mais »

Governo não comparece a Audiência Pública e governo terá 48 horas para providências

Servidores do Sintap e Sinterp se revoltam com ausência de gestores do governo e sindicatos exigem resultados em dois dias

Alexandra Araújo/Sintap-MT

“Vamos dar 48 horas ao governo do estado para agir quanto às ‘urgências urgentíssimas’ do Indea-MT, no que tange à suplementação orçamentária para resolver estas questões, como também providências a serem tomadas sobre a reestruturação como um todo, deste órgão, bem como do Intermat, Sedraf e Empaer.” Este foi o encaminhamento da audiência pública realizada nesta terça-feira (11), na Assembleia Legislativa, sobre a reestruturação do sistema agrícola, agrário e pecuário. Ao final da reunião, os presidentes do Sintap-MT, Diany Dias, e do Sinterp-MT, Gilmar Brunetto, discutiram estratégias futuras com os servidores presentes, caso o executivo estadual não dê resposta favorável às reivindicações das categorias.

O evento contou com a presença dos deputados José Domingos Fraga (PSD), Ademir Brunetto (PT), Wagner Ramos (PR), Dilmar D’al Bosco (DEM) e Ezequiel Fonseca (PP) que conduziu a audiência, além do gestor do Sinterp-MT, Gilmar Brunetto também fez parte da mesa. Acompanhando a presidente do Sintap-MT, Diany Dias, sua equipe de delegados sindicais, bem como o assessor jurídico Carlos Eduardo Feguri. Também participaram da audiência outros representantes sindicais e demais entidades de classe, somando-se a um número relevante de servidores da Sedraf e suas vinculadas, Indea-MT, Intermat e Empaer.

Sintap e Sinterp não foram atendidos na Casa Civil após convite para negociação

Após duas horas de espera, os sindicalistas desistiram de aguardar o chefe da casa, que estava reunido com o governador

Alexandra Araújo/Sintap-MT

“Hoje nós fomos convidados a negociar com o governo, e tomamos um ‘chá de cadeira’, com mais de duas horas de espera. Isso é, no mínimo, um desrespeito com o servidor público e os deputados da Assembleia Legislativa.” O protesto veio da presidente Sintap-MT, Diany Dias, que junto com sua equipe de delegados, bem como o presidente do Sinterp-MT, Gilmar Brunetto, e outros representantes do sistema agrícola, agrário e pecuário, estiveram na Casa Civil, nesta quarta-feira (12), a convite do assessor da casa, Benedito Pinto. Conforme informações, a solicitação para negociação partiu do deputado Ezequiel Fonseca (PP), que ontem conduziu a audiência pública, e em nome dos legisladores presentes, pediu um prazo de 48 horas para negociar com o governo.

Deputados Ademir Brunetto, Jose Domingos e Ezequiel Fonseca participam da mobilização dos servidores do setor agropecuário.

A partir da audiência publica realizada na terça, 11 de setembro, ficou evidente que o deputado Ademir Brunetto (PT) é um parceiro dos servidores na atual campanha pela recuperação da estrutura de trabalho da Sedraf e de todos os órgãos que estão a ela ligados. Brunetto tem usado a tribuna com insistência para cobrar o …

Deputados Ademir Brunetto, Jose Domingos e Ezequiel Fonseca participam da mobilização dos servidores do setor agropecuário. Leia mais »

Servidores podem fazer greve se o Governo do Estado continuar omisso diante da falta de estrutura da Empaer, do Indea e de toda Sedraf.

Nesta terça feira, 11 de setembro, servidores do sistema agrícola, agrário e pecuário e da assistência e extensão rural participaram de audiência publica na Assembleia Legislativa para debater a crise que se abate sob o setor. Mais uma vez o Governo do Estado mostrou sua omissão e a ausência dos secretários da Sedraf, Carlos Milhomen, …

Servidores podem fazer greve se o Governo do Estado continuar omisso diante da falta de estrutura da Empaer, do Indea e de toda Sedraf. Leia mais »